Métodos de estudos – como estudar para concursos

Escrito Por: Tatiani Carvalho Publicado em: Dicas de Concursos Data de Criação: 16/12/2019 Acessos: 3243 Comentários: 0

Garantir um cargo público, conseguir uma boa colocação nos certames é o objetivo de todo concurseiro. As oportunidades são inúmeras, portanto, escolher os métodos de estudos adequados, ou seja, saber como estudar para concursos públicos é fundamental para ter sucesso.

Não existe uma única maneira de se preparar, cada candidato tem uma rotina, características próprias e uma realidade única, por esses e vários outros motivos é de extrema importância a avaliação dos métodos de estudos para estudar para concursos públicos, ou seja, descubra em qual método você se encaixa melhor e aposte nele.

Preparamos uma lista com alguns métodos de estudos que se encaixam na realidade de quem se prepara para os concursos públicos.

Método Pomodoro

Já falamos sobre essa técnica aqui no blog, mas sempre vale a pena lembrar, afinal é um método de estudos com os quais os estudantes para concursos públicos mais se identificam.

Esse método foi criado pelo italiano Francesco Cirillo no final da década de 80 e recebeu esse nome depois que Francesco usou o cronômetro de cozinho, no formato de um tomate, para gerenciar o seu tempo. Essa técnica usa como base a ideia de que atividades divididas em blocos fazem o cérebro ser mais produtivo e focado, em outras palavras, você determina como o seu cérebro vai funcionar.

O método de estudos é simples. Se baseia em realizar as tarefas por um período de tempo, descansar um intervalo pequeno e retornar ao trabalho, assim os estudos serão mais eficientes, eficazes, efetivos e organizados.

A organização do método

Vamos te mostrar aqui um exemplo de como usar esse método, que você deverá adaptar ao seu tempo, conforme a sua disponibilidade.

  1. Organize as suas atividades, faça uma lista das coisas que precisa fazer e separe em blocos. Cada bloco deve ter 25 minutos, ou seja, organize o material para esse tempo;
  2. Programe o cronometro do seu relógio, celular ou qualquer equipamento com essa função, para 25 minutos;
  3. Comece o bloco de estudos e foque nele, sem pausas, esqueça que tem celular, TV, rádio, ou qualquer outra distração;
  4. Ao final de cada bloco, faça uma pausa de 5 minutos, faça nessa pausa, coisas que não tenham ligação com os estudos, por exemplo, olhe o celular, faça uma pequena caminhada, alimente-se;
  5. Depois de quatro blocos de 25 minutos, faça uma pausa de 25 a 30 minutos;
  6. Por fim, repita o processo.

Entenda que essa é a base do método, porém você pode e deve adaptar a técnica conforme a sua necessidade, ou seja, utilize o método conforme a sua realidade.

Fizemos um vídeo explicando sobre a técnica, clique no link para assistir: Método Pomodoro.

Método Robinson – EPL2R

Esse método é composto por cinco passos, são eles:

  • Explorar;
  • Perguntar;
  • Ler;
  • Rememorar, e;
  • Repassar.

O método de estudos foi desenvolvido por um psicólogo americano chamado Francis Pleasant Robinson.

Como desenvolver o método

  1. Explore o material de estudos, faça uma leitura superficial dos tópicos, sumários, títulos. Isso é feito com o objetivo de gerar dúvidas, ou seja, indagações sobre o conteúdo.
  2. Formule as perguntas, com base na leitura do primeiro passo, crie as perguntas, que surgiram.
  3. Nessa etapa leia de forma aprofundada sobre os assuntos das perguntas do passo anterior, até encontrar as respostas.
  4. Nessa etapa do método, leia o material de forma tradicional, sem se preocupar na aplicação do conteúdo.
  5. E por fim, é a vez da última etapa, que é repassar, ensine para alguém o que aprendeu, troque aulas com amigos, grave um vídeo, faça algo que te permita repassar o conteúdo aprendido.

Esse método de estudos é interessante, pois permite que você interage com grupos de estudos e amigos concurseiros.

Mapa Mental – Métodos de estudos por imagens

Ao contrário do método de estudos anterior que é focado em leitura, os mapas mentais são ótimos para pessoas mais visuais, ou seja, quem gosta de imagens, vai se adaptar bem aos mapas mentais.

O mapa mental é feito utilizando setas, cores e imagens. A ideia é organizar a matéria em um diagrama escolhendo um tema central. Em seguida, faça a conexão do assunto principal com tópicos paralelos.

Olhe o exemplo abaixo, que foi criado pelo Geekie Games e mostra como montar um mapa mental

Veja como construir os seus próprios mapas mentais

  1. O primeiro passo é escolher o tema, por exemplo, Gramática e Interpretação de Textos
  2. Procure obter o máximo de informações sobre o assunto, você vai precisar de conteúdo para colocar no mapa.
  3. Abuse das cores, setas e desenhos que possam te ajudar a associar os assuntos para lembrar deles posteriormente.
  4. Use sempre palavras e frases curtas, o objetivo é que você não se confunda com muito texto no mapa.
  5. Um mapa é um desenho, por isso, utilize a folha no formato paisagem.
  6. Sempre comece a desenhar o mapa, usando o centro da folha. Coloque o tema central e vai usando setas, balões e cores para expandir o assunto.
  7. As linhas que formam as setas, devem obedecer a ordem decrescente. Ligue os tópicos maiores junto com os sub-tópicos até chegar no tema central.
  8. Opte por usar as linhas curvadas, existem estudos que afirmam que uso de linhas retas não contribui para a mente absorver o aprendizado que o mapa mental deseja passar.
  9. Sempre volte e repasse o mapa mental, a mente precisa ver, ler, ouvir a mesma coisa, várias vezes até se acostumar com aquela informação.

Bem, essa técnica é muito aplicada por quem fica entediado com as linguagens mais tradicionais de aprendizado, ou seja, permite uma perspectiva mental diferente para quem sempre estudou usando os métodos de estudos padrão.

Assista o nosso vídeo sobre como fazer o Mapa Mental, clique no link.

Teste Prático

Esse modelo de estudos para concursos é um dos mais adotados nos cursos preparatórios, amplamente difundido pelos professores.

A técnica lembra bastante os simulados e se assemelha aos modelos tradicionais de aplicação do currículo na pedagogia.

Entenda como funciona o teste prático

  1. Identifique os assuntos das disciplinas em que você tenha dúvidas.
  2. Faça blocos com questões de provas anteriores desses assuntos.
  3. Procure responder as questões.
  4. Quando a dúvida surgir, busca várias explicações diferentes para o assunto.
  5. Não pare de buscar explicações até encontrar uma que satisfaça a sua necessidade de entendimento.

Observe que o teste prático, exige que você tenha um prévio conhecimento do assunto, portanto, ao adotar esse método de estudos, certifique-se que já tenha estudado o conteúdo.

Auto Explicação

Essa é uma técnica de estudos que eu particularmente gosto bastante, essa técnica se baseia nas dúvidas que surgem durante o estudo. A técnica da auto explicação é conhecida também como elaboração interrogativa.

A técnica consiste em fazer resumos, marcar os assuntos, consultar o dicionário, ou seja, duvidar daquilo que está lendo, fazer anotações e fichamentos sobre o assunto.

Esse método de estudos é um modelo que não permite que decoremos o assunto, porém uma perspectiva critica daquilo que se aprende é estimulada.

Gostou dos métodos de estudos apresentados?

Agora é só escolher a sua e começar a praticar.

Deixe um comentário