MINHA FAMÍLIA NÃO ME APOIA - O QUE EU POSSO FAZER

Escrito Por: Tatiani Carvalho Publicado em: Dicas de Concursos Data de Criação: 15/07/2020 Acessos: 87 Comentários: 0

Se você sofre com a falta de apoio, pois até mesmo os pais são contrários ao seu projeto de estudar para concursos, a leitura desse artigo é de suma importante para você.

Não receber apoio, principalmente dos mais próximos, é uma situação que causa dor emocional e até negatividade em todo o empreendimento que vamos realizar, seja em estudos, um novo negócio e até relacionamentos.

Talvez você se sente injustiçado, pois o que você faz é buscar uma mudança de vida, para uma situação melhor.

Creio que são muitos os concurseiros nessa mesma situação, por isso vamos falar sobre o assunto.

Reconheço que é difícil escrever sobre esse assunto, pois eu mesma, sinto “na pele” diariamente a falta de apoio dos amigos e familiares.

A Editora Avançar é fruto de muito trabalho solitário e pouquíssimo apoio por parte da minha família. Porém eu me sinto grata por essa situação, pois isso me incentiva a fazer o meu trabalho mais e melhor todos os dias.

Parece fácil falar, mas na prática eu sei que é muito difícil. O nosso caminho é árduo, chega a assustar e muitas vezes pensamos em desistir.

Somo diariamente testados, colocados "contra a parede" e substimados, por aqueles que deveriam dar apoio.

Talvez você não consiga enxergar dessa forma, mas se existe um conselho valoroso que eu possa te dar é:

Use a falta de incentivo como força, para alcançar os seus sonhos.

Sabemos que as más companhias devem ser evitadas, mas como evitar quando essas pessoas são as que convivem diariamente com a gente e deveriam nos apoiar.

É sobre isso que vamos conversar nesse artigo.

Boa leitura!

MINHA FAMÍLIA NÃO ME APOIA – O QUE EU POSSO FAZER

 

Entender que a nossa caminhada para alcançar os nossos objetivos é solitária, mesmo cercados de pessoas, esse é o primeiro passo para enfrentar uma das maiores dificuldades dos estudantes para concurso que é a falta de apoio, principalmente dos familiares.

É mesmo um desafio, mas um desafio para o qual há solução.

Se olharmos ao redor, notaremos que a falta de apoio é mais comum do que imaginamos, e, embora a situação não seja agradável, há uma saída muito simples para ela.

Existem dias que tudo fica contra a gente, tudo parece dar errado, e as pessoas se recusam a entender o que estamos fazendo. Mesmo que os nossos objetivos sejam honestos, e a nossa busca sincera, as pessoas não conseguem “se dar conta” da grandiosidade do nosso propósito.

“Porém, o que mais importa é o seguinte: você deve acreditar em si mesmo, ser o seu maior incentivador e não desistir do seu sonho. ”

Mas não importa quem ou quantos estejam contra você, desde que você próprio esteja a seu favor.

 

Quando se afastar?

O ideal seria que os amigos e familiares estivesse ao nosso lado e contribuindo para a conquista da nossa vaga no concurso público.

Porém se isso não é possível chegou a hora de você enfrentar a situação e “tomar as rédeas” da direção de sua vida.

Encare sem medo a necessidade de se afastar - mesmo que temporariamente – do convivo daqueles que de alguma forma conspiram contra você e se aproximar daqueles que torcem e apoiam a sua busca.

Bem, provavelmente essa atitude vai gerar estranheza e até críticas por parte dos familiares e amigos, mas lembre-se, o que importa é você.

“Essas pessoas estão seguindo os sonhos delas também e você não pode “morar” nas conquistas de outras pessoas, já chegou a hora de você ter os seus próprios pódios na vida. ”

Além disso, sempre vão existir pessoas que não conseguem seguir os seus sonhos e se recusam a deixar que outros tenham sucesso ao seguir os seus próprios caminhos. Nesse caso, só existe uma solução, se afaste, não gaste o seu tempo e energia tentando mudar essa realidade, pois esse tempo e energia devem ser empregados em você e nos seus objetivos.

 

Quem é o culpado?

Opte por você, escolha definir e conquistar o seu futuro, não lute contra aqueles que são céticos com relação ao seu sucesso, apenas vá embora.

Existe um ditado que não sei quem escreveu, mas diz o seguinte: Devemos aprender a nos levantar da mesa, quando não somos mais servidos. Entendeu?

Aqui na nossa Empresa, posso contar com um sócio muito experiente e ativo, mas existem questões e atitudes, que eu devo tomar sozinha, todos os dias é desafiador e podemos comparar essa situação, com o dia da sua prova, vai ser apenas você, ou seja, a decisão de qual questão marcar, será apenas sua e de mais ninguém.

Então, não se engane, você é o único responsável pelo seu sucesso e fracasso.

Pare de culpar as pessoas por aquilo que não vem dando certo e comece a entender o que você pode fazer para “virar o jogo” e tome já as atitudes necessárias.

 

Zona de conforto

Sair da zona de conforto dói, mas é o único caminho que pode te levar a resultados diferentes daqueles que você vem alcançando até agora. E se você chegou até aqui na leitura desse artigo, eu posso afirmar o seguinte, você não está satisfeito com os resultados alcançados.

O que você pensa, a forma como você se enxerga e principalmente as atitudes que toma, dizem muito sobre você e como será o seu futuro. Há algo que você precisa entender logo: O que existe no seu interior é mais forte do que o seu exterior.

 

Vitimização

Não se vitimize, não cultive a dor e nem se sinta injustiçado, os comportamentos das outras pessoas, não dizem nada sobre você, mas sobre elas mesmas. O seu comportamento não diz nada sobre as outras pessoas, mas sobre você mesmo.

Sentimentos ruins não trazem nada de bom e consomem uma energia vital para a sua aprovação.

O mundo não vai parar enquanto você se lamenta, o seu concorrente não vai deixar de estudar, enquanto você chora e sua família e amigos não vão mudar o comportamento só porque você deseja que eles pensem e ajam de forma diferente.

 

Onde procurar apoio

Seja o seu maior apoiador, se você for essa pessoa, não vai precisar de mais ninguém.

Eu sei que fui “dura” em vários pontos desse texto, mas cada linha que escrevi foi pensada, estudada e escrita com muito carinho, mesmo que as palavras não reflitam isso em uma primeira leitura e analise.

Eu sei o que é passar madrugadas acordada, chorando sozinha, pedindo em pensamento por uma ajuda. Eu sei o que é viver com pouco, muito pouco e mesmo assim não desistir, por entender que o meu sonho é maior que o mundo em minha volta, pois reflete mudança de vida, e se não é para mudar e conquistar coisas grandes e melhores, não vale a pena lutar.

Você não é o único a passar por esse tipo de dificuldade, mas é o único que pode mudar essa realidade.

Se gostou do nosso texto, deixe o seu comentário, quero muito saber a sua opinião, vamos crescer juntos.

Bons estudos e lembre-se que aqui na Editora Avançar você pode contar comigo e com toda a nossa equipe, na construção da sua aprovação em concursos públicos.

Até a posse.

Profª Tatiani Carvalho

Deixe um comentário